Do ventre

Avó,  menina

Mulher dos olhos de mar

Ventania

Cidade inteira para abrigar palavras

Mundo no ventre daqui

Dela nasceram sonhos

Meninas, Menino, Menina, Meninos…

Dela nasceram países

Que se renovam

Toda vez que ela entra aqui

E passa

E volta

Sempre permanece

Com suas mãos de coragem

Com seus dias de luz

É ela

A menina, que nos balança

Nossa rede

Nosso solo

Nossa vida inteira.

(Para minha mãe e avó de Pedro e Nicolle)

 

Anúncios

Sobre Michelle Ferret

Escritos em dias de azuis despedaçados, frases repartidas, pedaços inteiros de mundo ...
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Do ventre

  1. fagner disse:

    Parabens.
    Ta nos meus Favoritos.
    Abs,
    fagner

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s